O estudo da imaginação simbólica em Gilbert Durand como fator de equilíbrio humano 1


O estudo da imaginação simbólica em Gilbert Durand como fator de equilíbrio humano

Nicele Aparecida de Lima

Abstract : The general object of this study is the symbolic imagination presented by Gilbert Durand as one of the ways in which man has sought to balance the tensions and drives that come from his own body and from the world. The structuring of the symbolic imagination is capable of responding, according to Durand's studies, to the questioning of the passage of time and the end of life as human anguishing experiences. Durand's sociological perspective considers the symbol as a vast field, it addresses the study of images that can unfold and provide other images. For Durand, the symbol designates the general process of thought, both indirect and concrete, and which therefore constitutes the fundamental data of human consciousness. In this way, the symbols designate in the broadest sense the concrete cultural expression of the archetype and are specified under the influence of the physical environment (climate, fauna, vegetation, etc.) or cultural (technology, food practices, family or social organization, etc.). The answer to the questionings may lead to argumentative constructions extracted from the works of Gilbert Durand that imply in the expansion of the discourse on the symbolic imagination in an epistemological and interdisciplinary way, also serving as a subsidy for other researches that approach the theme.

Abstrato : Toma-se como objeto geral deste estudo a imaginação simbólica apresentada por Gilbert Durand como uma das formas pelas quais o homem tem procurado equilibrar as tensões e pulsões que advêm do seu próprio corpo e do mundo. A estruturação da imaginação simbólica é capaz de responder, conforme os estudos de Durand, aos questionamentos de passagem do tempo e termo da vida como experiências angustiantes humanas. A perspectiva sociológica de Durand considera o símbolo como um vasto campo, aborda o estudo das imagens que podem se desenrolar e fornecer outras imagens. Para Durand o símbolo designa o processo geral de pensamento, simultaneamente indireto e concreto e que, por conseguinte, constitui o dado fundamental da consciência humana. Deste modo, os símbolos designam, no sentido lato, a expressão cultural concreta do arquétipo e especificam-se sob a influência do meio físico (clima, fauna, vegetação, etc.) ou cultural (tecnologia, práticas alimentares, organização familiar ou social, etc.). A resposta dos questionamentos poderá aviar construções argumentativas extraídas das obras de Gilbert Durand que impliquem na ampliação do discurso sobre a imaginação simbólica de forma epistemológica e interdisciplinar servindo também de subsídio para outras pesquisas que abordarem o tema.

Référence complète :

Nicele Aparecida de Lima. O estudo da imaginação simbólica em Gilbert Durand como fator de equilíbrio humano. 2018. 143 p. Dissertação (Mestrado Profissional) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina, 2018.

Source : http://acervo.ufvjm.edu.br/jspui/handle/1/1866


Laissez un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

Commentaire sur “O estudo da imaginação simbólica em Gilbert Durand como fator de equilíbrio humano